E se as cortinas das janelas da sua casa pudessem fornecer energia elétrica para os seus eletrodomésticos, além de, é claro, sombrear os cômodos? Essa é a ideia por trás das novas persianas solares da SolarGaps. Trata-se de um produto inteligente projetado para rastrear o sol e que pode ser controlado por meio de um aplicativo de celular. A empresa afirma que é possível uma economia de energia de até 70% com ela. A nova cortina pode gerar até 100 watts de energia por 10 metros quadrados de uma janela, o que é suficiente para manter ligado três notebooks ou 30 lâmpadas de LED, de acordo com a companhia.

Fonte: EcoGuia

Veja a matéria completa Aqui!

 

19248051 1889805137940191 6786314374685794900 nO Evento Cidades e Comunidades Sustentáveis discutirá questões congruentes e referentes ao Fórum Nacional da SDSN Brasil e do Seminário Diálogos para a Prática do Desenvolvimento Sustentável do PPGPDS.


O Fórum é o momento de conectar todos os membros da rede SDSN Brasil e seus parceiros, de interagir e trazer à discussão os temas contemporâneos e relevantes sobre a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil - ODS no Brasil. 

Por sua vez, o Seminário oferece a oportunidade para que importantes questões relacionadas ao desenvolvimento sustentável sejam trazidas ao debate a partir de contribuições da comunidade acadêmica e profissional que se relacionam direta ou indiretamente com a temática.

INSCRIÇÕES GRATUITAS: 
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf0AQWgY82ZT_QdSLbGYn8Ije9LwAZ7TN5PzmJhtigytIeYgA/viewform?c=0&w=1

Energia solar BrasilEssa tecnologia é a “menina dos olhos” de ambientalistas, cientistas e empreendedores com visão de futuro. Para todos eles, essa fonte de energia, genuinamente sustentável, é ideal para promover desenvolvimento humano com proteção ao meio ambiente. Pena que o governo brasileiro não tem feito sua parte no esforço de consolidar esse mercado cheio de oportunidades promissoras, como fazem países como Alemanha e França.

Por Marici Capitelli 

Se houvesse uma eleição no Olimpo, Apolo, o deus-Sol, seguramente concorreria com o Brasil para garantir uma larga vitória. E que ninguém ouse reclamar de sua generosidade com nosso País. Em um ano, a energia solar que incide no território brasileiro é de 15 trilhões de megawatts, o que corresponde, por exemplo, a 40 vezes o consumo interno de eletricidade durante 2004. Entre nós, essa energia brilhante, que transborda calor, beleza e vitalidade o ano inteiro, banha em todas as cinco regiões.

“O Brasil, como um todo, é uma potência em energia solar”, afirma Enio Bueno Pereira, pesquisador e coordenador do projeto Swera-Brasil, que está prestes a finalizar um Atlas da energia solar e eólica no País, estudo financiado pela Organização das Nações Unidas — ONU.

Essa coleção vai ser o mapa da mina para quem pretende investir nesse mercado promissor, pois apontará com precisão matemática a incidência de irradiação solar por região e por ano.“Temos um cinturão de irradiação solar no Brasil. Para imaginar o que isso representa, é como se colocássemos uma faixa presidencial, bem larga, sobre o mapa do Brasil”, explica o coordenador do projeto Swera-Brasil (a sigla, em inglês, significa Solar and Wind Energy Renovable Resource).

Leia a matéria completa aqui.